Ação social, conscientização e orientação marcam primeira semana do Foco no Fogo

Equipes de técnicos dos órgãos parceiros do Comitê Estadual do Fogo já percorreram centenas de quilômetros da região central do Tocantins desde segunda-feira, 07, quando os trabalhos foram iniciados

Iniciadas por Palmas, na segunda-feira, 07, as visitas dos técnicos dos órgãos que integram o Comitê Estadual do Fogo romperam as divisas da Capital e já percorreram centenas de quilômetros de outros municípios na região central do estado, levando ação social, orientação e conscientização por meio do Projeto Foco no Fogo. Até meados de agosto, os 30 municípios com maior número de focos de calor, registrado em 2020, terão a passagem das equipes.

Mas ao contrário de anos anteriores, em 2021 há um sentido diferente nas abordagens, em que são ofertadas cestas básicas para famílias carentes marcadas pela pandemia. Sem deixar de lado a orientação e a conscientização, os técnicos ainda acrescentam materiais impressos que falam sobre a importância do não uso do fogo, da construção de aceiros e os números de telefones que podem ser acionados em caso de flagrante incêndio criminoso.

“Essas ações entram no primeiro momento, que é quando fazemos as prevenções e elas têm caráter de orientação”, destacou o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual e do Comitê Estadual do Fogo.

“Sabemos que, no Tocantins, geralmente o fogo é resultado da ação humana. Esse projeto é para evitar que no período crítico, entre agosto e setembro, a ação humana gere incêndios florestais e prejuízos de todas as formas para as pessoas, para o erário e para o meio ambiente”, acrescentou.

A avaliação da primeira semana de trabalho é positiva. Além de Palmas, as propriedades rurais em Monte do Carmo, Ponte Alta e Porto Nacional já foram visitadas.

“Nesse momento, a gente chega com informação, e não com punição. Então, isso dá uma recepção muito boa. Nesta primeira semana tivemos um engajamento das Prefeituras também. É uma ação que vai dar muitos frutos no final”, relatou o tenente-coronel Alves. Nesta semana as equipes foram compostas por veículos e técnicos da SEMARH, CBMTO, Defesa Civil Estadual, Naturatins, ENERGISA, PrevFogo/IBAMA, FMA-Palmas, GMP-Palmas, ADAPEC, Ruraltins, BPMA e Defesas Civis Municipais.

As regiões Central, Sul e Sudeste são as primeiras no roteiro das equipes, contudo, até o final da programação as propriedades localizadas no Norte e extremo norte (Bico do Papagaio), também serão visitadas. A previsão é que o Foco no Fogo chegue por lá até 18 de agosto.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui