Cidades da região sul do estado cancelam temporada de praias pelo segundo ano seguido

Em Peixe, um dos destinos mais procurados, as visitas até poderão acontecer, mas diversas regras deverão ser observadas. Formoso do Araguaia e Sandolândia também decidiram pelo cancelamento.

Cidades da região sul do estado cancelaram a programação oficial de praias pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia de coronavírus. É o caso dos municípios de Peixe, Sandolândia e Formoso do Araguaia.

Peixe é um dos destinos mais procurados da região sul e antes da pandemia chegava a receber 100 mil pessoas durante a temporada. Neste ano não haverá programação oficial, mas os turistas até poderão visitar praias e espaços particulares desde que sigam algumas normas.

Para ter uma tenda instalada é preciso se cadastrar na Secretaria de Turismo. As estruturas deverão ficar a cinco metros de distância umas das outras e serão permitidas até oito pessoas por tenda.

A visitação pode ocorrer das 8h às 17h todos os dias. Também não serão permitidos shows e nenhum tipo de aglomeração. A prefeitura informou que vai fazer ações de orientação durante todo esse mês para turistas e donos de ranchos.

A cidade ainda contará com barreiras sanitárias durante os finais de semana.

 

Em Formoso Araguaia a prefeitura cancelou a temporada de praia neste ano. O decreto foi publicado no dia 21 de maio com restrições para evitar aumentos de casos da Covid-19 e a proliferação do vírus na cidade.

Segundo o decreto, em decorrência da pandemia fica suspensa a temporada de praia nos rios e lagos no âmbito do município de Formoso do Araguaia, inclusive ficando proibida a abertura de áreas de camping e instalação de ranchos e acampamentos.

As praias Recanto da Ilha e Praia Grande estão entre as mais visitadas na cidade, atraindo milhares de pessoas todos os anos. Em casos de descumprimento os infratores estarão sujeitos a multa de R$ 500 e poderão responder por crime contra a ordem e saúde pública.

A fiscalização começou na semana passada e está sendo feita pelos órgãos municipais e pelas forças de segurança.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui